URGENTE: Jovem médico, ativista pró-Bolsonaro, é executado covardemente

Compartilhe essa notícia!

O médico Gabriel Costa Lima, de apenas 28 anos de idade, foi encontrado morto na madrugada de sábado (13) perto de uma cachoeira na Chapada dos Veadeiros, em Goiás.

A identificação do corpo foi feita por meio de digital e também através de um documento expedido no Tocantins encontrado junto à vítima.


Gabriel era tenente e atuava como médico-residente na Escola de Saúde do Exército.

A polícia garante que pela forma como se deu o assassinato, tem todas as características de execução.

O médico foi atingido nas costas, costela, nuca e bochecha, por disparos provavelmente efetuados por uma arma calibre 32.

“A suspeita é de execução pelo modus operandi do crime. Esses tiros na nuca e na bochecha nos leva a crer isso. Se fosse um assalto, não teria necessidade desses disparos. Porém, não descartamos outras hipóteses”, disse o delegado encarregado das investigações Yasser Yassine.

A particularidade em torno do jovem assassinado, era o seu ativismo nas redes sociais, onde defendia com veemência a candidatura de Jair Bolsonaro para à presidência da República e desferia ataques diretos ao petista Fernando Haddad.

Na sua derradeira postagem no Facebook, Gabriel chegou a dizer:

“Se não forem votar no 17 votem em branco. Mas não dê seu voto para esse sujeito (em referência a Haddad)”

Veja abaixo as últimas postagens de Gabriel, que certamente serão o ponto de partida para as investigações da polícia.

online:

Participe dos debates no grupo!

Compartilhe essa notícia!