SERÁ MESMO INOCENTE? Polícia Civil já fez buscas por João de Deus em mais de 30 endereços

Compartilhe essa notícia!

Além de Goiás, corporação também já realizou tentativas de localizá-lo em outros estados. Médium teve prisão decretada na sexta após mais de 300 relatos de abuso sexual, mas nega os crimes

A Polícia Civil já realizou buscas para tentar prender João de Deus em mais de 30 endereços, segundo fontes da Polícia Civil de Goiás. Ele é procurado desde sexta-feira (16), quando um juiz expediu um mandado de prisão após mais de 300 mulheres relatarem terem sido abusadas sexualmente pelo médium. Ele nega.

Fontes com acesso à investigação dizem que ele pode ter saído do país. Mas a promotora responsável pelo caso, Gabriella de Queiroz Clementino, afirma que não há “nada concreto” sobre isso.
“Não temos nada concreto em relação a ele ter saído do país. É só um receio. Não temos informação a respeito disso”, afirmou Gabriella neste sábado.

O G1 tenta, desde às 7h30 deste domingo (16), falar com o advogado de João de Deus, Alberto Toron, tanto por telefone como via mensagem de texto. No entanto, não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

A defesa e a polícia afirmam que estão negociando a apresentação voluntária de João de Deus às autoridades. O Ministério Público de Goiás considera o médium foragido, mas a Secretaria de Segurança Pública de Goiás discorda, pois a ordem de prisão não estabeleceu prazo para que se entregasse.

A prisão determinada pela Justiça é preventiva. Não significa que o médium já tenha sido julgado.

Fonte: G1


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

Compartilhe essa notícia!