Maior líder espírita do Brasil, Divaldo Franco diz que ideologia de gênero é imoralidade comunista. Assista o vídeo e compartilhe a verdade!

Compartilhe nas suas redes sociais!

O médium e líder espírita Divaldo Franco resumiu que ela marca “um momento de alucinação psicológica da sociedade”.

Atribuiu ao marxismo a tese de que a escravidão moral de um povo é um caminho mais efetivo que a escravidão meramente econômica, descrevendo, fundamentalmente, a famigerada subversão cultural gramsciana.

Elogiou a atuação do juiz Sérgio Moro e da “República de Curitiba” no “desnudar da hipocrisia”, deixando claro que o juiz não “provocou escândalo” algum e sim o desvelou.

A ideologia de gênero seria mais um instrumento de confusão, difundido em cartilhas para convulsionar as mentes infantis; é preciso fiscalizar os governantes para combater tal imposição, de uma “imoralidade ímpar”, tal como o aborto, que as mesmas forças políticas tentam tornar inteiramente legal.


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

Compartilhe nas suas redes sociais!