ESSE É O BRASIL QUE EU QUERO! Eleitores do Bolsonaro se mobilizam para fazer doações para a Santa Casa de Juiz de Fora

Compartilhe essa notícia!

Iniciativa foi proposta através das redes sociais após o TSE informar que o destino do valor restante da campanha deve ser escolhido pelo partido do presidente eleito. Santa Casa confirmou que tem recebido depósitos.

Um grupo de eleitores do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), deu início a uma mobilização através das redes sociais para conseguir doações para a Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. O então candidato foi atendido no hospital após sofrer um atendado durante ato de campanha na cidade.


A iniciativa do grupo foi tomada após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não permitir o repasse do restante dos recursos da campanha para o hospital. Aintenção da doação foi manifestada por Bolsonaro no dia 30 de outubro, dois dias após ter sido eleito novo presidente da República.

O TSE informou ao G1 que as sobras de campanha devem obedecer ao artigo 53 da Resolução nº 23.553 e devem ser devolvidos ao partido.

“As sobras de campanha do candidato Jair Bolsonaro devem retornar ao partido e o comprovante de transferência deve ser enviado junto com a prestação de contas à Justiça Eleitoral. O que o partido fará com esse recurso é uma discricionariedade dele”, diz o TSE.

Diante da informação de que não poderia ser feito o repasse diretamente, o internauta e eleitor, Heber da Silva Barros, propôs a iniciativa através da conta no Twitter.

View image on Twitter

Heber Da Silva Barros@heber_barros

Proibiram nosso presidente de doar a sobra de campanha para o hospital que salvou sua vida. E Já que somos o seu caixa 2 …
➡ SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE JUIZ DE FORA.
CNPJ: 21.575.709/0001-95
BANCO DO BRASIL.
AGENCIA 4478-4
C/C 6367-3
TEL: 32- 3229-2223

Diversos eleitores aderiram à ideia e passaram a realizar depósitos na conta bancária da Santa Casa de Juiz de Fora.

A assessoria da instituição confirmou o recebimento dos recursos, no entanto, ainda não divulgou um balanço de quantos depósitos foram feitos e nem o valor arrecadado desde o começo da iniciativa.

online:

Participe dos debates no grupo!

Compartilhe essa notícia!