Criminoso protegido pelo PT confessa quatro assassinatos

Compartilhe nas suas redes sociais!

O terrorista Cesare Battisti, que o PT e Lula tentaram assegurar a eterna impunidade, mas que Jair Bolsonaro, assim que foi eleito, garantiu que seria devolvido para a Itália, de modo que cumprisse as penas a que foi condenado, acaba de confessar quatro assassinatos, conforme divulgado pela agência ANSA.

“Battisti confessou os crimes perante Alberto Nobili, que coordena o órgão antiterrorismo do Ministério Público de Milão, pouco mais de dois meses depois de ter sido extraditado à Itália para cumprir sua pena.”

A confissão confirma o acerto da sentença e o maledicente erro do governo brasileiro na era petista.

Battisti confessou, mas garante que não irá delatar nenhum de seus comparsas.

“Eu falo apenas de minhas responsabilidades, não delatarei ninguém. Estou ciente do mal que fiz e peço desculpas aos familiares das vítimas’, afirmou Battisti.

Jornal da Cidade Online


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

Compartilhe nas suas redes sociais!