Bela estratégia: Governo faz comunista ser contra expropriação estatal

Compartilhe nas suas redes sociais!

O governo Bolsonaro quer criar um documento de identificação de estudantes que assegure a meia entrada e esvazie a UNE. O Inep, que tem o cadastro de todos os estudantes do país, emitiria o documento. Desde 2013, por lei assinada por Dilma Rousseff, a UNE e a UBES detém o monopólio de emissão das carteirinhas, que financiam a maioria de suas atividades.

Essa é a notícia. A piada é que Pedro Gorki, presidente da Ubes e filiado ao Partido Comunista do Brasil, classificou a iniciativa como uma “interferência indevida do Estado” na sua entidade privada.

Incrível, o governo Bolsonaro está fazendo comunista ser contra expropriação estatal.

Daqui a pouco o Lindbergh Farias vai se matricular na pós do Instituto Mises.

Rafael Rosset
Jornal da Cidade Online


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

Compartilhe nas suas redes sociais!